RELOOKING

[MODA][grids]

DIVAN

[PAPO CABEÇA][bsummary]

MYSTIQUE

[MYSTIQUE][bleft]

BEAUTÉ

[MAKE UP][twocolumns]

Déjà Vu

ATENÇÃO AOS SINAIS!

BONJOUR MADAME



Bem, com tanto carinho, como sempre recebo, percebi que simplesmente me "calar" diante do que estou vivendo, não é a melhor opção.

Mesmo porque, talvez me expondo, eu posso também ajudar você a enxergar um problema que pode estar oculto e te falar para prestar atenção aos sinais, que em primeiro momento podem ser sutis, mas que não devem ser ignorados.

ARTIGO – Placas, sinais e desvios. Por Marli Gonçalves – Marli ...
Estava tudo caminhando bem, eu estava cheia de planos novos: dar uma nova "cara" ao Bonjour - uma logomarca nova (não sei se você percebeu no cabeçalho que a logomarca mudou), mudança para o blog e o instagram e outros tantos "projetos" que eu estava explorando.
Um trabalho que eu e minha mana (que sempre me ajudou por aqui, Rosane) estávamos desenvolvendo.

Mas eu não estava "normal"... por hora achava que a explicação estava na "pandemia" - porque tudo agora parece ser em virtude dela. 
E a minha oscilação de humor deveria ser algo passageiro, já que "todo mundo está passando por isso", certo? 
Errado!
...E aí fui deixando passar...não me percebendo e não enxergando alguns sinais...

8 fatos sobre M. Night Shyamalan, diretor de Fragmentado e O Sexto ...


Primeiros sinais, os físicos:

*No início da pandemia tive 3 desmaios em casa - início de tudo...
  • Insônia e aumento de sono em outros dias.
  • Ausência de apetite.
  • Dores de cabeça e no corpo : principalmente musculares.
  • Alterações intestinais: prisão de ventre, muita constipação e outros dias com o intestino solto.
  • Visão piorada em alguns dias.
  • Mãos e pés gelados mesmo em dias quentes.
  • Palpitações constantes: alterações no ritmo cardíaco.
  • Falta de concentração: até mesmo para fazer tarefas rotineiras como fazer compras no supermercado, ajudar meu filho nas tarefas da escola, cozinhar, executar tarefas domésticas, escrever (o que sempre amei!)...
Quando os sintomas estão no físico, você corre para fazer exames e acha que está com algum problema e que precisa de tratamento. E eu achava que muita coisa vinha do climatério - fase que estou passando...


Psicológicos:
  • Alterações de humor: um dia super irritada, em outro emotiva demais e em outros com uma super produção que chegava a exaustão.
  • Necessidade de isolamento: fui ficando a cada dia mais quieta e isolada em casa. 
  • Insatisfação constante: com minha imagem, minha casa, meu corpo.
  • Medo de enfrentar situações simples: como sair de casa.
  • Aumento da falta de concentração.

As alterações de humor, principalmente a irritabilidade com coisas "bobas", foram as primeira a aparecer. O eterno descontentamento com tudo...

Quando as rotinas diárias passaram a ficar pesadas e eu me senti paralisada e não conseguia mais fazer algo que antes "tirava de letra", veio o isolamento. 

Aí cai em um "abismo profundo" e veio a primeira crise de pânico. Tremores corporais, falta de controle motor e sensação de "morte"...

Oito coisas que fazem Annalise de How To Get Away With Murder ser ...

DIAGNÓSTICO: ESTRESSE E DEPRESSÃO!

DEPRESSÃO: Doença psiquiátrica, de origem crônica, que causa alterações de humor, definida por uma tristeza intensa e permanente, agregada à dor, à desesperança, à culpa etc., com ou sem razão aparente.

Depressão, de maneira mais comum, é conhecida como um estado de tristeza ou cansaço, mas vai  muito além disto. 

Muitas pessoas podem senti-la após uma crise pelas quais estão vivendo e outras simplesmente, sem motivo algum, são expostas a ela - pode ser químico e genético.

Ainda se sabe pouco sobre esta doença mental (sim, ela é uma doença da mente!), mas ela vem atingindo muitas pessoas há décadas e não se tem uma explicação muito concreta que justifique o seu crescimento: principalmente entre crianças e jovens.
Muitos alegam ser da pressão que vivemos e da "pressa" em tudo, outros atribuem ao nosso segundo cérebro, o intestino, em virtude da alimentação industrializada que ingerimos e suas diversas complexidades. 

Mas eu não estou aqui para lhe dar uma explicação sobre esta doença, apenas para lhe alertar e expor a minha situação de alma e coração abertos.

Já ouvi muita bobagem:
" doença de "rico",  " porque não tem um tanque de roupas para lavar", "desculpa de preguiçoso", "não tem Deus, fé"...e tantas outras coisas...

Sim, eu sinto CULPA, FRUSTRAÇÃO, DESESPERO, ANGÚSTIA...

E se você se sente assim, saiba que não é a única!

Muitas pessoas sofrem deste problema e sua vida é totalmente paralisada e não procuram ajuda justamente em função destes "pré conceitos".

E outras, o que é mais triste ainda, não tem condições financeiras de buscar tratamento: seja químico ou psicológico. 

Estou me tratando, mas por hora, achei melhor ficar em "pausa" porque minha mente e meu corpo precisam se fortalecer. 

Como vou repetir aqui, meu único propósito nesta postagem, é me abrir para que você, se apresentar este mesmo problema, não sinta vergonha ou culpa...

PEÇA AJUDA! 

Fale com seus familiares, amigos. 
Não sinta vergonha ou não se limite a sofrer calada, porque este pode não ser um momento em particular e este problema, sem tratamento, pode não prejudicar somente a você, mas todas as pessoas que te amam.

Eu espero em breve estar recuperada e conseguindo pensa melhor e voltar a me sentir feliz com uma das coisas que mais gosto de fazer, que é criar conteúdos que te inspirem e que te façam sentir bem!

Por hora, essa sua "amiga" aqui, precisa de uma pausa para se reconectar e fortalecer.

Como eu disse ontem para a minha irmã: "como posso entregar algo inteiro, se eu estou partida ao meio"?...

Obrigada, de verdade! Por todas as mensagens de carinho e apoio que tenho recebido.

GRATIDÃO!

AU REVOIR
(até breve)

















2 comentários: