RELOOKING

[MODA][grids]

DIVAN

[PAPO CABEÇA][bsummary]

MYSTIQUE

[MYSTIQUE][bleft]

BEAUTÉ

[MAKE UP][twocolumns]

Déjà Vu

Mystique, uma vontade de potência


“O mundo visto de dentro, o mundo determinado por seu ‘caráter inteligível’ – seria justamente ‘vontade de potência’, e nada mais”
– Nietzsche, Além do Bem e do Mal, §36


Olá! Inauguro meu primeiro post aqui no Mystique do Bonjour Madame com imensa alegria.

Primeiro porque o Bonjour, da minha amada mana Rosângela, foi um sonho partilhado desde a semente quando, na casa dela, um dia ela comentava comigo sobre o quanto ela tinha para oferecer e não podia em função das contingências de sua vida. Ela então estava sentindo o outro lado de todas e todos (bem-vindos, homens corajosos!) que abrem mão de suas carreiras para assumir o plano maior de cuidar de seu filho. Impotência. Em nenhum momento ela lastimava a escolha. Mas, passado o tempo da maternagem inicial que tanto cobra fisicamente a mulher, agora ela sentia a ânsia da volta ao coletivo, de participar de algo maior. Ela sabia que sua resposta não estava numa carreira, status , fama, dinheiro... era algo que ela precisava comunicar (ter em comum, repartir). Ela via a dor de outras mulheres como ela. Sentia que podia ajudá-las. E ela estava ali. Disposta. Pronta. 




O Bonjour Madame foi consequência dessa conversa e, claro, do tempo que passamos juntas dando forma a ele. Ela à frente de tudo, escrevendo, criando, inventando, conhecendo o público que ia se avolumando. Eu, nos bastidores. Criando marca, fazendo a estrutura do blog, orientando no que podia. Na coxia, como cabem às eminências pardas – o avesso do meu avesso é na área da publicidade e marketing. E assim o Bonjour nasceu e se desenvolveu com ela durante os anos de vida que lhe vieram. Até que hoje, um ano após minha volta de SP (sou daqui do sul, mas morava lá no crescimento do Bonjour) e sincronicamente bem no momento do Festival de Wesak, eis que chega a hora do Bonjour se reinventar. E eu entrar! 


O MYSTIQUE 


O Eremita, carta 9 do Tarot: "Em busca da sabedoria"

Você já sabe que o avesso do meu avesso, como eu e o Caetano gostamos de chamar o que se desdobra muito do ‘normal’, é a comunicação. Mas o meu avesso de verdade (só uma vez) está no mundo esotérico. É esse lado da vida, insondável, oculto e que, ao mesmo tempo, parece estar tão presente na vida que quase poderíamos tocar, que me comove. São os lugares por onde minha mente gosta de caminhar e de onde pretendo trazer para você algumas record-ações. Quase como lembranças de viagem.

A seção Mystique do Bonjour que começo a fazer a partir de hoje é, portanto, um pouco da minha ‘vontade de potência’ em forma de Astrologia, Tarô (com o qual trabalho profissionalmente há mais de 10 anos) Magia, Wicca, Arte... e outros. Ferramentas que, na nossa mente rudimentar e divina, criamos para tentar decifrar o código-fonte do Universo para entender, afinal, o nosso Destino.

Mas será possível conhecer o Destino? 

Minha prática me mostra que é, sim, possível reconhecer os sinais que a 'Mente Universal' nos mostra. Quem está atento e mais consciente, pode reconhecer estes sinais o tempo inteiro. Para o resto dos mortais, há os oráculos e sistemas divinatórios cuja eficiência depende essencialmente da conexão entre cliente e profissional e da capacidade interpretativa do(a) profissional.

Mas se estes sinais são parte de um Destino fixo e imutável, já não sei. Confesso que às vezes parece que a cada passo que damos para tentar desvendar esse código, essa Matrix, lá vai o Universo e cria um novo código... e ficamos sempre para trás. Quem sabe a Mente Universal nunca possa ser decifrada totalmente e esta seja justamente a ‘graça’ da vida?! Quem sabe estejamos co-criando esses códigos o tempo inteiro sem saber?! Minha intuição me diz que é por aí. E por isso tudo, precisamos avançar. A vontade de poder, como diria Nietzsche, não é somente a essência, mas uma necessidade. Ademais, a vida fica infinitamente mais ‘mágica’ quando nos apoiamos nesses grandes balizadores, você não acha? ;) 




Espero do fundo do coração, que minhas contribuições possam tanto lhe agradar quanto também servir, quem sabe, como instrumentos de navegação para as suas próprias andanças. Tenho certeza que cada passo que damos nesse caminho, seja para entender o ‘Destino’, seja para nos encantar com a mente maravilhosa do Universo, mais vale o esforço da grande aventura de viver.

Carpe Diem!


>> Quer saber mais sobre o meu trabalho e/ou agendar uma consulta? CLIQUE AQUI.


“E sabeis... o que é pra mim o mundo?... Este mundo: uma monstruosidade de força, sem princípio, sem fim, uma firme, brônzea grandeza de força... uma economia sem despesas e perdas, mas também sem acréscimos, ou rendimento,... mas antes como força ao mesmo tempo um e múltiplo,... eternamente mudando, eternamente recorrentes... partindo do mais simples ao mais múltiplo, do quieto, mais rígido, mais frio, ao mais ardente, mais selvagem, mais contraditório consigo mesmo, e depois outra vez... esse meu mundo dionisíaco do eternamente-criar-a-si-próprio, do eternamente-destruir-a-si-próprio, sem alvo, sem vontade... Esse mundo é a vontade de potência — e nada além disso! E também vós próprios sois essa vontade de potência — e nada além disso!”

________

ROSANE KURZHALS

Taróloga há mais de 10 anos e mantenedora do blog do www.rosanetarot.com.br. Terapeuta Floral e de Telas Mentais e formanda em PredictionX: Diviner's Guide (Harvard University)




Nenhum comentário: