RELOOKING

[MODA][grids]

DIVAN

[DIVAN][bsummary]

MYSTIQUE

[MYSTIQUE][bleft]

BEAUTÉ

[MAKE UP][twocolumns]

Déjà Vu

Diamantize-se



Bounjour Madame, se coucher!


Como este é o primeiro post do Divan no Bonjour, UHU!!!!!! Simmmmm, eu peço licença para estar com você e comemorar, pois tenho muito orgulho de poder fazer parte desta egrégora feminina!

Uma Egrégora é formada a partir dos 
pensamentos e sentimentos de um grupo de pessoas. 
A somatória dessa emanação de consciência, 
forma uma atmosfera de influência. 
O que irá determinar principalmente o poder dessa egrégora 
é o número de pessoas e a intensidade do sentimento. 
Uma egrégora positiva protege, atrai boas energias, 
promove o crescimento, é curativa 
e te induz para uma vida plena 
de felicidade e realizações.

Desejo que, na sua companhia, sigamos nossa jornada de muitos insights, trocas, alegrias, partilhas, autodesenvolvimento e tudo que for possível. Que nesta sinergia, tornemo-nos coautoras do nosso ‘RE-empoderamento’. Sim, pois este poder está conosco há muito tempo mas, por alguma razão, o esquecemos. Basta lembrar o quanto já ´batalhamos´ e continuamos lutando para conquistar o nosso ‘lugar ao sol’. Investimos anos de nossas vidas reconstruindo-nos, dia após dia, como faz um lapidário, esculpindo a sua mais preciosa pedra. E é isto que vamos levar ao Divan hoje.

Só o conhecimento é capaz de reconhecer o belo.

Eu acredito que todas nós nascemos pedras brutas mas, temos dentro de nós a certeza de que podemos brilhar! Lembre-se de quando era criança e do quanto brilhava por onde passava. 

PRATIQUE (prática):  Hoje mesmo, se possível, observe uma criança. O que acontece por onde ela passa? Procure pelo ‘brilho interno’ que ela emana?

DEMANDE TOI (agora se pergunte): Como está o meu brilho interno? Tenho reconhecido o meu valor? As pessoas tem notado o meu brilho?


Pois é, quantas vezes, em algum momento da vida, escolhemos manter nosso brilho em segredo, ou até mesmo nos esquecemos de nosso próprio valor. Permitimos que a família, a escola, as mídias, as convenções sociais, ou até alguma outra ESCOLHA própria, nos faça guardar o nosso ‘diamante’ no cofre.

E olha que cofres não são fáceis de abrir, tão pouco os diamantes! Estes mesmos, os diamantes, são o material mais duro dentre todos os encontrados na natureza. Coincidência ou não, por vezes somos assim, ‘resistentes’, ‘duronas’, não é mesmo? E como uma pedra bruta, o nosso primeiro desafio é diariamente permitirmo-nos ser lapidadas. Por isso, as melhores e maiores pedras brutas são entregues a lapidários que, para retirarem os diamantes, optam por técnicas como a clivagem, a serragem, e a mais moderna, o laser. Os nomes até lembram tratamentos de beleza não é mesmo? Então, se pensarmos bem, são isso mesmo. Estas técnicas e habilidades, tornam a pedra bruta, muitas vezes nem reconhecida como preciosa, em uma joia de grande beleza e valor.

Você mulher, que sabe o quanto tem investido diariamente para brilhar, 
lembre-se que a beleza está no re-conhecimento do que nos é precioso.

Sabemos que ser lapidada requer sacrifícios e pode até doer. Sem contar no quanto a vida é imprevisível, e pode nos surpreender, como por exemplo, com uma gravidez, uma perda, uma traição, uma doença, um acidente, etc., e metaforicamente nos golpear como faz o lapidário na clivagem, nos dividindo ao meio ou em ‘cacos’. Nestas horas, lembre-se, existe um diamante em você! E como o diamante, talvez você precise receber este duro golpe para se abrir. Mas lembre-se que mesmo depois disso, VOCÊ CONTINUARÁ SENDO UM DIAMANTE. 

Você é a sua joia mais preciosa, RE-CONSTRUA-SE.

Tenha coragem e lembre-se que o mundo vai tentar de todas as formas te embrutecer, te tornar egoísta, fechada, rancorosa, preguiçosa, sem amor próprio; vai fazer você perder suas referências femininas, para com pedras brutas construir seu império. 

Por isso, quero dizer a você, seguidora ou recém chegada ao nosso Divan, que JUNTAS, vamos trabalhar em EGRÉGORA para que o maravilhoso diamante que você tem aí, seja ele grande, ainda tímido e escondido em pedra bruta, ou ‘em cacos’, REVELE-SE NA SUA POTENCIALIDADE.

Na vida, assim como na técnica da clivagem, há perfeição, e este será o tema de nosso próximo post (aguarde). Há pedras brutas que se tornarão grandes diamantes e outras que, mesmo pequenas, quando RE-UNIDAS, podem formar um lindo cordão de diamantes, ou uma coroa!

Juntas somos mais!
Fique a vontade, o DIVAN é seu! 

Aut revoir! Bisou

Roseli Kurzhals
Coach Ikigai


Acredito que se você está lendo esta coluna é porque tem um diamante aí dentro e, com seu brilho próprio, deseja iluminar o mundo a sua volta e ser reconhecida pelo seu verdadeiro valor! A missão do DIVAN é re-lembrar e ajudar você a LAPIDAR-SE! 


Para isso estarei com você aqui no Bonjour Madame, todas as quartas-feiras, ‘lapidando’ sobre comportamento. 

Aguardo você no próximo post! 

AnnexeO Brasil, juntamente com a Guiana e Venezuela são os maiores produtores e exportadores de diamantes de aluvião na América do Sul. Diamantes extraídos e comercializados em seu estado bruto estão sujeitos às normas Kimberley, de alcance internacional. Estas normas impõem diversos requisitos, transparência e garantias ao país participante, de maneira que, diamantes comercializados internacionalmente devem vir acompanhados de certificados Kimberley que demonstrem que eles não são ‘diamantes de conflito’.

👇  Que tal postar abaixo como tem se lapidado, ou o que gostaria que a gente 'lapidasse' aqui no Divan!  

Nenhum comentário: