RELOOKING

[MODA][grids]

DIVAN

[DIVAN][bsummary]

MYSTIQUE

[MYSTIQUE][bleft]

BEAUTÉ

[MAKE UP][twocolumns]

Déjà Vu

Dia 10.







Dia 10. Decimo passo: organizar as despesas domésticas.

Todos nós, seres humanos normais e pertencentes, digamos, a 90% da população mundial, sendo bem otimista, precisa manter o orçamento doméstico organizado. Caso contrário, certamente não sobrará dinheiro para aquela viagem de férias, um curso extra, atividade de lazer para a família e por aí vai...
E quem nunca passou por algum imprevisto financeiro? Xiiiiii! Qualquer um de nós.

Para isto, precisamos ter em mente que organizar nossas despesas é importante. Poupar é necessário para nossos sonhos, objetivos e imprevistos. E vamos lá, não dá para gastar tudo que ganhamos.

Vou dar algumas dicas que eu utilizo, desde que começamos a planejar nossa saúde financeira para os planos em família.

1. Identifique sua vida doméstica:
Utilize os recursos como o excel, tabela financeira ou até mesmo um caderno para todas as suas anotações.
Liste todas as suas entradas : salários e serviços extras que por acaso venha a executar.
Depois, anote também todas as suas despesas fixas: contas de luz, água, condomínio, aluguel ou financiamentos, escola dos filhos,  refeições, transporte, combustível, etc.  Quanto mais preciso e criterioso neste quesito melhor.
Despesas variáveis: manutenção, gasto com roupas, lazer, lanches, passeios. Anote até aquele cafezinho que você toma na rua. Mensalmente você verá que aqueles poucos reais, transformam-se em uma significativa despesa.
Guardo todos os tickets das despesas variáveis e depois os coloco na planilha mensal.

2.  Compare suas despesas. Depois de uns 2 meses, faça um comparativo de todas as entradas e despesas e veja onde o seu gasto costuma ser maior e depois de ter identificado seu ponto de maior atenção, elabore um plano para tentar baixar estas despesas. Normalmente podem estar nas despesas variáveis, pois as fixas muitas vezes são necessárias.
Observe por exemplo o valor da sua tv a cabo, se achar que há algum ponto não sendo utilizado, renegocie com a operadora. Celular também, veja planos que possam reduzir despesas, para os filhos quem sabe um plano controle.
Hoje há muitos salões de cabeleireiro que fazem promoção em  um dia da semana para determinado serviço. Eu sou adepta a eles quando descobri que às quintas feiras tenho desconto de 20% na coloração e consigo economizar até $60,00 por cada ida ao cabeleireiro. Pouco? Bem, mas me pergunto se tenho esta opção, porque não utilizá-la. Informe-se.
Pacotes de serviços também são uma ótima escolha.
E vamos lá, em tempo de crise, negocie! Não há vergonha nenhuma em negociar com um fornecedor ou lojista.


3. Seja firme!

Se alguns gastos variáveis podem ser controlados, exerça controle sobre eles. Nem sempre é fácil resistir às tentações de consumo, mas se tiver objetivos claros que serão feitos com suas economias, verá que, a medida que for economizado haverá ânimo.
Se planeja uma viagem para o próximo ano, veja as melhores opções e crie um pré orçamento. Com ele você saberá o quanto necessita mensalmente para que este objetivo seja alcançado.
Antes de comprar uma roupa ou sapato novo, faça primeiro uma arrumação no seu armário. Verá que talvez há muitos itens nele que você sequer lembra de usar.
Outra dica. Utilize apenas um cartão de crédito. Quando você utiliza mais de um, a probabilidade de você ser prolixa e perder o controle com suas despesas é bem maior.
Encoraje toda sua família a pensar com um propósito e ensine aos seus filhos o valor do seu dinheiro. Economizar é um hábito.

E depois, respirar um pouco aliviado com alguma economia mensal, é sempre muito bom.






Nenhum comentário: